Home » Religião

Religião Luterana características

Conheça um pouco mais sobre a ação de Martinho Lutero, as características da Reforma Protestante e a origem da religião Luterana.

Religião luterana características

A religião Luterana conhecida também como Luteranismo é considerada a primeira religião fundada logo depois das Reformas dos Protestantes, essa religião veio a surgir dentre às questões políticas do Sacro Império Germânico, o Sacro-império como ficou conhecido em conjunto com os principais principados que tinham grande parte de suas terras dominadas pela Igreja Católica que naquele tempo era muito influente e podia levar as pessoas, a religião tinha como principal poder de decisão os clérigos e a relação entre a igreja e também a nobreza já não eram das melhores antes mesmo de chegarmos ao surgimento das polemicas levantadas elas idéias impostas pelo padre e professor Martinho Lutero. Martinho não se conformava com algumas doutrinas da igreja Católica e isso fez com que ele censurasse a venda de indulgencias e algumas outras praticas que a igreja tinha. Essa obra chegou a conhecimento dos clérigos da igreja católica e eles entraram em conflito com as idéias de Lutero, assim que o papa Leão X ficou sabendo da obra publicada por Martinho em 1820 enviou uma carta condenando a obra publicada e ameaçando-o de excomunhão.

A pedido do imperador Carlos V, Martinho Lutero foi convidado para uma reunião entre os principais cabeças da religião na época, a ideia do imperador era que ele negasse tudo o que tinha dito em sua publicação para poder ficar tudo bem. Esse era o pensamento do imperador só que nada disso foi feito e Lutero resolveu defender suas crenças e acabou sendo considerado Herege, mesmo suas idéias não batendo com as da igreja Católica alguns setores da nobreza alemã resolveram ficar de seu lado dando apoio para as decisões que ele viesse a tomar com o passar do tempo. A publicação de Lutero estava em latim e foi então que ele teve a ideia de traduzir para o alemão e publicar a chamada “Confissão de Augsburgo”, nesta publicação as pessoas puderam encontrar uma nova doutrina para seguirem onde as teses defendiam a salvação através de fé, livre interpretação dos textos bíblicos, assim as pessoas ainda poderiam negar o celibato e também a adoração a imagens, após isso começaram a ser regidas cultos em idioma nacional.

A nova religião na maioria dos pontos favorecia o poder nobiliárquico e foi responsável pela incitação de várias revoltas contra a ordem estabelecida, dentre o período de “divulgação” da nova religião muitos movimentos foram criados e dentre estes as pessoas começaram a saquear as igrejas e também a invadirem terras, ao condenar os movimentos insurgentes Martinho Lutero concordava e apoiava as forças senhoriais que reprimiram o movimento. O fim das brigas religiosas só foram ocorrer em 1555 quando Augsburgo resolveu assinar um tratado de paz os conflitos então cessaram, a partir daí os alemães puderam ser livres para escolherem a orientação religiosa que quisessem sem depender da autorização de ninguém, momentaneamente a paz foi estabelecida com relação as religiões e assim ficou muito mais tranquilo para a população viver e escolher o que quisesse seguir.

Tags: ,
Publicado por Talita
Revisado em 29/03/2011

Compartilhar