Home » Religião

Religião e cultura no mundo antigo

As religiões do mundo antigo são muito diferentes das religiões que conhecemos hoje. Entenda um pouco mais sobre elas aqui:

Pirâmides do Egito

A religião faz parte da cultura dos povos desde a antiguidade, neste texto você vai conferir estes dois elementos juntos na Grécia Antiga, na Roma Antiga e no Egito Antigo. Conheça qual o tipo de religião e deus que cada uma destas nações seguia e servia segundo o contexto histórico.

Leia a seguir nos tópicos e faça suas comparações.

Religião e cultura da Grécia antiga

Zeus com o raio

A cultura grega esta fortemente relacionada aos jogos olímpicos em homenagem aos deuses, uma vez que a religião na Grécia é politeísta, ou seja, existem vários deuses. A partir disso, desenvolveu-se uma grande mitologia, cheia de personagens, deuses e semideuses, a filosofia é outro campo forte na Grécia Antiga, Platão e Sócrates são os mais conhecidos do século V que foi o Período Clássico na Grécia.

A religião, além de ser politeísta, foi marcada por uma onda humanista, os deuses tinham características humanas e também de deuses, os heróis gregos eram filhos de deuses com seres mortais, eram os semideuses, do topo do monte Olimpo, Zeus comandava todos os outros deuses, alguns deles são: Atena, deusa das artes, Apolo o deus do sol, Artemis deusa da caça e quem protege as cidades, Afrodite deusa do amor, do sexo e do corpo carnal, Hermes mensageiro dos deuses, entre outros.

Religião e cultura de Roma antiga

Cupido ou Eros - filho do Caos

A cultura romana também regada de histórias e lendas, e a religião politeísta como a da Grécia e com os mesmos deuses, porém na Roma Antiga eles mudaram de nome, mas os romanos afirmam que a religião deles não era a mesma que a dos gregos.

Uma prática religiosa comum que os romanos tinham, era de montar santuários domésticos e ali eles cultuavam os deuses protetores do lar e da família. Também fizeram questão de construir templos em várias províncias romanas para que todos pudessem cultuar aos deuses.

Todos os rituais religiosos eram controlados pelos governantes, qualquer religião diferente da que o império seguia era proibida. A partir do governo de Júlio César, muitos imperadores passaram a exigir cultos pessoais, como se eles fossem os deuses.

O cristianismo teve crescimento significativo no século IV, então passou a ser considerada a religião oficial do império romano, sendo assim, o politeísmo foi sendo aos poucos abandonado.

Religião e cultura do Egito antigo

Anúbis

A cultura e a religião mais uma vez se entrelaçam, para os egípcios, a cultura era marcada pela prática religiosa, havia muitas crenças, mitos e símbolos.

A religião teve muita influência em várias áreas da sociedade, também politeísta, eles acreditavam que os deuses possuíam poderes e atuavam na vida das pessoas, alguns desses deuses tinha o corpo metade humano e metade de algum animal sagrado, o deus Anúbis, por exemplo, deus da morte tinha a cabeça de chacal e o corpo de homem.

Com a intenção de agradar aos deuses e conseguir benefícios para si, os egípcios faziam oferendas e rituais para seus deuses. Cada cidade possuía um deus protetor, portanto deveriam construir um templo em homenagem a este deus.

Tags: , , ,
Publicado por Juliane
Revisado em 29/01/2014

Compartilhar