Home » Saúde

O que é Microcefalia

A microcefalia é uma doença que afeta o desenvolvimento do crânio e do cérebro do bebê, veja mais detalhes sobre a doença.

A microcefalia é uma condição neurológica rara em que o cérebro e a cabeça da criança nasce menor que o normal, ela pode ser diagnosticada ainda dentro da barriga da mãe quando, no ultrassom, o médico mede o tamanho do crânio. Tudo acontece devido aos ossos da cabeça, que são separados ao nascer se unirem muito cedo e com isso impedindo que o cérebro cresça na caixa craniana.

microcefalia

As crianças com microcefalia precisam de cuidados pela vida toda, mas tudo depende do grau da doença, muitas têm uma vida quase normal outras precisam de cuidados especiais, elas podem apresentar déficit intelectual, convulsões, atraso mental, rigidez dos músculos e paralisia, mas existem casos que não afetam a inteligência da criança.

Exames como o de sangue, a ressonância magnética e a topografia computadorizada poderão avaliar a criança caso haja suspeita da doença e se houver quais as origens da patologia.

Causas

Podem ser causada por problemas genéticos ou ambientais, por exemplo, má formação do sistema nervoso central, diminuição do oxigênio no cérebro, desnutrição na gestação, consumos feito pela mãe de produtos ilícitos, infecção congênita por citomegalovírus, rubéola congênita na gravidez, diabete materna não controlada e exposição à radiação.

cabeça normal e com microcefalia

Existem também pela picada do mosquito Aedes aegypti que transfere o Vírus Zica que causa a anomalia na criança e que muitos casos estão sendo diagnosticados no mundo todo.

Tratamento

Não existe cura definitiva para a doença e nem medicamentos, mas existem tratamentos que são feitos desde o inicio da vida da criança e assim melhorando o desenvolvimento dela e diminuindo as sequelas provocadas pela anomalia.

bebe com microcefalia

Os médicos então recomendam a terapia ocupacional, a fisioterapia, a fonoaudióloga e algumas outras formas que auxiliam no desenvolvimento motor, emocional e intelectual.

Existe uma cirurgia que é feita no momento em que acontece o fechamento dos ossos da cabeça nos primeiro dois meses de vida do bebê e esse procedimento cirúrgico visa abrir as suturas dos ossos evitando que o crânio se feche e o impeça de crescer.

Prevenção

Existe prevenção sim, primeiro a mãe deve fazer o acompanhamento pré-natal desde o início, seguindo corretamente tudo que foi orientado pelo médico, ir atrás quando sentir algum sintoma anormal ou simplesmente quando tiver febre. Evitar o consumo de drogas, cigarro e álcool e evitar se expor em radiação.

Isso tudo não irá apenas prevenir a microcefalia, mas também outras doenças que podem afetar o seu bebê. Então a gestante tem que estar sempre seguido as indicações médicas, cuidando da sua saúde, se alimentando adequadamente para que tenha uma boa qualidade de vida tanto ela quanto o bebê.

maos na cabeça do bebe

A família quando recebe o diagnóstico pode desencadear uma série de emoções, como sentir medo, tristeza, preocupação e até culpa, nesse momento é recomendável procurar um profissional que saiba explicar sobre a doença, procurar um psicólogo ou até mesmo conversar com outras famílias que já passaram por isso ou que estejam passando.

É o momento em que todos devem estar em união para aprender a lidar com essa doença e saber levar a vida se adaptando a ela. Entenda sobre os casos de microcefalia no Brasil:

O que é Microcefalia

A microcefalia é uma doença que retrai o crescimento da cabeça e cérebro do indivíduo. Ou seja, uma criança com microcefalia terá o crescimento da sua cabeça e cérebro prejudicados, que acarretará em prejuízo mental.

microcefaliabebe

Quando nascemos os ossos de nossas cabeças são separados, e se unem com o tempo. Nos fetos atingidos pela microcefalia esse processo acontece mais rápido, ou seja, os ossos se unem muito cedo e isso prejudica o desenvolvimento dos cérebros que, por sua vez, impede que a criança desenvolva suas capacidades de maneira regular.

microcefaliacabeça

A criança com Microcefalia

A criança atingida pela microcefalia precisa de cuidados por toda a vida. Mas existem exceções para essa regra, e elas serão percebidas logo no primeiro ano de vida da criança. Essa "dependência" está ligada ao quanto o cérebro conseguiu se desenvolver e quais as partes dele que foram mais atingidas.

medircabeçacriançamicrocefalia

O diagnóstico de microcefalia ocorre quando o tamanho da cabeça da criança com um ano e três meses é inferior à 42 centímetros, mas a doença pode ser identificada antes disso por outros modos.

Consequências da microcefalia

As consequências da microcefalias são muitas, e algumas delas podem ser bastante graves. Veja algumas delas:

  • Atraso mental;
  • Déficit intelectual;
  • Paralisia;
  • Convulsões;
  • Epilepsia;
  • Autismo;
  • Rigidez dos músculos

microcefaliatratamento

Tratamento para microcefalia

Apesar de não haver tratamento específico para a doença, existem atitudes e medidas que podem ser tomadas e que reduzem alguns sintomas. Fisioterapia é um dos tratamentos a ser adotado. O atingido por microcefalia precisará de fisioterapia constante por toda vida, e só assim desenvolverá melhor seus músculos e prevenirá complicações respiratórias, por exemplo.

fisioterapiabebecommicrocefalia

Essas alterações citadas acima acontecem normalmente porque o cérebro precisa de espaço suficiente para crescer e atingir seu tamanho ideal, e com o crânio fechado antes de atingir a formação óssea completa, o cérebro para de crescer. Com isso ele acaba por não formar algumas de suas funções.

A microcefalia é classificada como primária quando os ossos do crânio se fecham até o sétimo mês de gravidez, a secundária quando esse fechamento acontece no final da gravidez ou até mesmo após o nascimento da criança.

O que pode causar microcefalia?

Muito tem se falado do Zika vírus como causa da microcefalia, mas ela pode ser causada por outras formas, como má formação genética. Veja algumas causas da microcefalia:

zikavirusgravidezmosquito

  • Infecções como rubéola, citomegalovírus e toxoplasmose;
  • Ingestão de substâncias ilícitas durante a gestação
  • Síndrome de Rett;
  • Contaminação por mercúrio ou cobre;
  • Meningite;
  • Desnutrição;
  • HIV materno;
  • Doenças metabólicas na mãe, como fenilcetonúria;
  • Radiação durante a gestação;
  • Alguns medicamentos.

Saiba mais sobre microcefalia no vídeo a seguir:

Tags:
Publicado por Bianca
Revisado em 22/03/2016

Compartilhar