Home »
Warning: Use of undefined constant multiple - assumed 'multiple' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/blogcamp/public_html/wp-content/themes/k180928/templates/content-single.php on line 3
Meio ambiente

O olfato dos animais

Um sentido comum quase todos os seres vivos, o olfato é ainda mais desenvolvido nos animais, em algumas espécies em destaque.

focinho de cachorroO mundo animal acompanha uma série de evoluções que terminam por aperfeiçoar instintos e sentidos que, comparados com os humanos, são centenas de vezes mais aguçados, permitindo realizações que, no mundo humano, seriam impossíveis. Muitas vezes, as espécies de animais apresentam uma visão extremamente poderosa, ou uma audição capaz de captar até os ruídos mais ínfimos em quilômetros de distância. Mas, uma das evoluções mais significativas nesse sentido está ligada ao sentido do olfato, evolução presente em muitos felinos e caninos de todo o mundo.

Conheça mais sobre esse poderoso instrumento animal.

Para que serve o olfato dos animais?

coiotePara nós, humanos, o nariz está ligado aos prazeres que experimentamos quando inalamos um bom perfume ou o aroma de comida deliciosa. Mas, primordialmente, além da função óbvia de respirar, o nariz é responsável por uma importante função: alertar quanto possíveis alimentos estragados ou mesmo perigos, como gases venenosos, em determinados ambientes. E assim, da mesma forma, o olfato está ligado diretamente ao instinto de sobrevivência de alguns animais.

Seja para conseguirem detectar a aproximação de um predador, sendo está uma capacidade muito comum principalmente em roedores, que conseguem literalmente farejar o perigo no ar; ou para questões muito mais prementes, como a de conseguir comida, sendo indispensável para os instintos de caça de alguns animais, como os lobos, o olfato se apresenta como um dos elementos mais fundamentais para a sobrevivência das espécies animais. É ele também o GPS do mundo animal, sendo que animais desgarrados de seus bandos, conseguem encontrar o caminho para casa através de sua capacidade de rastrear pelo cheiro os companheiros. Uma habilidade que nós, humanos, tratamos de aplicar para nosso benefício, como é o caso de muitos cães policiais, responsáveis por encontrar drogas ou pessoas perdidas em grandes matas.

Curiosidades sobre o olfato dos animais

mariposa imperadorO olfato dos animais é um mecanismo extremamente sofisticado. Para se ter uma noção, em um ser humano, as células responsáveis pelo olfato correspondem a dez centímetros quadrados aproximadamente do nariz, enquanto nos animais esse número sobe para uma média de vinte e cinco centímetros. E se você pensa que no mundo animal não existe diferenças entre os sexos, está enganado. Na verdade, a própria mãe natureza parece impor essas diferenças, um exemplo disso é que o olfato de um macho é mais aguçado que o de uma fêmea, o que torna seu poder de detectar cheiros ainda mais apurados. E em termos de potência de olfato, não são os lobos ou os grandes felinos quem comandam essa lista, mas uma pequena e indefesa mariposa. O macho da espécie de mariposas imperador, pode sentir o cheiro de uma fêmea pronta para acasalar a uma distância de nada mais que 11 quilômetros (isso que é ter muito amor para dar).

E você já ouviu falar em memória olfativa? Os cientistas dizem que é uma das memórias mais fortes que temos, e, ainda assim, não chega aos pés da dos cães, que possuem uma média de 45 milhões a mais de receptores olfativos, e por isso podem até sentir um único cheiro por dias.

O olfato dos animaisOs sentidos constituem um dos elementos mais fundamentais para a vida de todas as espécies de animais vivos, não só do homem. E embora essa premissa seja válida para todas as espécies, os sentidos se manifestam diferente em cada animal, segundo seu habitat, segundo o período do dia em que entra em atividade, à sua alimentação, e até a sua constituição física.

Um caso é a importância da visão para a águia, por exemplo, cuja habilidade de caça é totalmente dependente. Mas outros animais desenvolvem uma incrível habilidade sensorial com o olfato, sendo que o faro se torna algo indispensável para sua sobrevivência. Saiba mais.

Para que serve o olfato dos animais?

Cão farejandoVocê com certeza já ouviu falar sobre cães caçadores. Muitos esportes de caça utilizam os cães como rastreadores, isso porque sua habilidade olfativa corresponde ao sentido mais aguçado de seu corpo. Um cão pode localizar um cheiro em vários quilômetros, mesmo quando este cheiro começa a desaparecer, e o tempo até que ele esqueça um cheiro.

Esse exemplo ilustra perfeitamente a relação dos animais com o olfato. No caso dos cães,mais que para aperfeiçoar a espécie, o olfato também serve para suprir outros sentidos mais fracos, como a visão que no caso do cão só enxerga algumas cores, como verde, azul e amarelo. Para animais selvagens, o olfato também é fundamental para rastrear presas dentro da selva.

Sendo uma longa extensão territorial para se cobrir, os animais só conseguem encontrar alimento através dos cheiros, que apontam a presa mesmo com muitos quilômetros de diferença. O olfato também serve para a localização do animal, sendo que muitas espécies delimitam seu território através da secreção de cheiros, enquanto outros usam o olfato para descobrirem caminhos ou para seguir outros animais da espécie.

E não apenas para localizar comida, na hora de se comer o olfato também é fundamental, pois é pelo cheiro que o animal determina se um alimento é ou não seguro de ser ingerido.

Curiosidades sobre o olfato dos animais

Mariposa imperadorO olfato é fundamental para a sobrevivência animal, mesmo quando o assunto é procriação. É através do olfato que os animais reconhecem fêmeas no cio. É nesse sentido que o macho da mariposa imperador se apresenta como o dono do olfato mais poderoso do mundo, sendo capaz de captar o cheiro de sua fêmea em um raio de nada menos que onze quilômetros quadrados.

Isso decorre da evolução, que encarregou os animais de possuírem um olfato mais desenvolvido que o do homem, como o do cão, que é 60 vezes mais desenvolvido que o do homem, sendo que as células cerebrais que processam a informação do olfato no cérebro são 40 vezes mais numerosas.

Para que um cão policial desenvolva seu trabalho com o máximo de eficiência, ele passa por um treinamento longo, em que ele é submetido a um determinado cheiro com muita frequência, e sempre que o reconhece é premiado com um belo petisco. É preciso que essa operação ocorra frequentemente, para que o cheiro continue vivo na memória do animal.

Quer saber mais sobre o olfato dos animais? Então, assista ao vídeo que segue abaixo e entenda mais sobre o olfato dos cães.

Tags: ,
Publicado por Andre
Revisado em 29/10/2013

Compartilhar