Home » Livros

O livro O código Da Vinci de Dan Brown

Emocionante e polêmico. O livro O código da Vinci de Dan Brown, certamente prende a atenção de qualquer leitor, é surpreendente!

The Da Vinci code

Sabe aqueles livros que possuem mais do que um mundo de fantasia? Que contém mais informação do que ficção? E que te deixa mais fascinado ainda por saber que tudo o que está ali, é baseado em algo real? E que no meio de tudo isso ainda tenha uma história cativante, emocionante e que te deixa no maior suspense? Foram esses alguns dos motivos que me apaixonei pelos livros do escritor Dan Brown.

O Código da Vinci – A história

The Da Vinci code -  MovieComo sabem o livro “O código Da Vinci” foi o 4º livro do autor, o 2º com o personagem Robert Langdon e que no ano de 2005 começou a ser gravado o filme homônimo ao livro, e foi nessa época que me interessei pelo livro e logo em seguida pelo autor.

O livro é polêmico e conta a solução de um enigma pelo professor Robert Langdon, um grande segredo que foi guardado (até sua morte) pelo curador do Louvre, Jacques Saunière, e agora, junto com a neta de Jacques, Sophie Neveu, o professor de Harvard tentará desvendar esses mistérios que estão bem guardados.

Como renomado professor de simbologia que é, Langdon entra em uma trama perigosa que envolve grandes organizações católicas (o motivo de ser tão polêmico!), afinal, o livro debate sobre a divindade de Jesus Cristo. O Priorado de Sião e o Opus Dei são citados e até um pouco especulados.

Até mesmo algumas passagens da bíblia e alguns contos bíblicos, Dan Brown usa em sua obra. A história do Santo Graal, a Santa Ceia (pintura de Leonardo da Vinci) e Maria Madalena vão se cruzando, e o professor Langdon e a Srta. Neveu desvendam esse mistério a cada página.

A polêmica

O código da Vinci e a Torre EiffelMas não é apenas a polêmica que me atraí nesse livro (que já li umas 4 vezes e ainda vi o filme umas 6, mas mesmo assim, ainda acho o livro melhor), ao longo dos capítulos, Dan Brown insere símbolos na história, e eles os descreve, conta sua origem, mostra seus verdadeiros significados, os quais nunca poderia imaginar.

Além também de viajar e apresentar (por um ângulo mais voltado para os símbolos e seus significados) o mundo das artes de Leonardo da Vinci.

Sem contar também os belíssimos locais de Paris, descritos de uma maneira, que não era apenas pela beleza, mas pelo seu significado, Brown conta que aquilo não é apenas uma bela arquitetura, é uma bela de uma história.

A Santa Ceia - Leonardo da Vinci

Um best seller em que coloca a prova tudo o que a igreja católica afirma de Jesus Cristo, para mim, é realmente incrível. Não pelo catolicismo e pelo certo nível de desconfiança, mas pela história envolvente, por aguçar a curiosidade de saber se tudo é verdade ou não, ou até que ponto deve ser fato real. Se o Santo Graal tem realmente uma ligação com Maria Madalena, e porquê essa ligação existiria?

Cada O código da Vinci e Dan BrownDurante todo o livro, me prendi as páginas (e são raros os autores que me fazem ficar acordada madrugada adentro!) e queria logo terminar, por ser uma leitura que instigava que me deixava na dúvida, que me fazia parar e pensar nos motivos e nos porquês, tentava adivinhar o desfecho do capítulo.

Minha primeira leitura do livro parece que não foi tão aprofundada como na última vez, na verdade foi mais um reconhecimento do autor, e de como ele escrevia, mas mesmo assim fiquei surpreendida, aturdida com tanta informação e começava a pensar em todas as possibilidades e em cada detalhe que era citado. Nas outras vezes que li, parece que encontrei detalhes que havia deixado passar, assim, sempre me surpreendendo!

Se você gosta de emoção, de livros que façam você esquecer (por algumas horas) o mundo ao seu redor, eu recomendo “O código Da Vinci” de Dan Brown. Quer ter certeza do que estou falando? Assista ao trailer do filme O código Da Vinci do youtube, e fique com vontade de saber a história em detalhes:

Eu acho que vou ler e assistir de novo!

Tags: , , , ,
Publicado por Ananda Morales
Revisado em 08/01/2014

Compartilhar