Home »
Warning: Use of undefined constant multiple - assumed 'multiple' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/blogcamp/public_html/wp-content/themes/k180928/templates/content-single.php on line 3
Curiosidades

Lendas Urbanas Brasileiras

As lendas urbanas fizeram parte da infância ou adolescência da maioria das pessoas. Assim como as lendas folclóricas jamais serão esquecidas

Lendas Urbanas

As lendas urbanas fizeram parte da infância ou adolescência da maioria das pessoas. Assim como as lendas folclóricas (Saci-Pererê, Boitatá, Curupira, Mãe D’Água, Mula-sem-cabeça e bodo) jamais serão esquecidas. Cada um tem uma história empolgante para relembrar dos tempos da escola. Mas até o momento não se sabe ao certo quem as inventou. O que se sabe é que foram passadas de boca em boca por várias gerações (saiba como surgiu o Papai Noel).

Lendas Urbanas Brasileiras.Lenda do Corpo Seco

No Brasil, nos anos que se seguiram ao descobrimento, milhares de portugueses foram enviados para cá, e grande maioria deles eram ladrões, bandidos e pessoas sem moral alguma.

Conta a lenda que entre todos que foram enviados, Portugal resolveu se livrar de um dos homens mais cruéis da corte. Chagando ao Brasil, ele dizimava tribos indígenas em poucos dias, mas não apenas tirava suas vidas, mas levava dias torturando e abusando de crianças e mulheres.

Os índios homens eram geralmente queimados vivos, ou então, escravizados. Nas vilas, ninguém se colocava contra este homem, que também matava outros colonos, e entre seus maiores prazeres, estava a tortura de animais.

Os anos foram passando, e sua maldade só foi aumentando com sua idade. Já velho e cansado, ele obrigava outras pessoas a praticarem seus atos de maldade, ou as ameaça de jogar no fogo.

Quando esse terrível homem morreu, sua alma não pode entrar no céu, pois ele não se arrependeu de nenhum pecado cometido, e ele era tão cruel, que até as portas do inferno foram fechadas para ele.Verdadeira Lenda do Corpo Seco.

Nem mesmo a terra quis abrigar seu cadáver, e desde então, seu corpo é obrigado a vagar pelo Brasil, sem parada. Com o passar dos séculos, ele ficou parecido com um zumbi, com apenas a pele grudada sobre os ossos, e por isso é chamado apenas de Corpo Seco.

Dizem que quando alguém consegue vê-lo, essa pessoa é amaldiçoada, tendo pouco tempo depois uma terrível morte, seja por acidente ou por situações difíceis de explicar.

Brincadeira do copo

Alguém teve a idéia de invocar os espíritos usando um copo para se comunicar com eles. Para isso convidou os seus amigos que se sentaram numa mesa e começaram a fazer perguntas para o além: “alguém que está aqui irá morrer?”. E a resposta foi “sim”, movimentando-se o copo até formar essa sílaba. Depois de um certo tempo receberam a notícia que o rapaz que tinha feito tal pergunta tinha morrido num acidente de carro.

Se você quiser fazer a brincadeira do copo, ou saber mais sobre ele, basta comprar um tabuleiro de ouija.

Lendas Urbanas 1Lenda da Loira do Banheiro

É a lenda mais famosa de todas. Cada Estado brasileiro tem uma versão sobre a loira do banheiro. Era uma aluna ou professora loira bem bonita que ficava dentro dos banheiros assustando os alunos que matavam aula e lá ficavam batendo papo. Seu corpo sempre está enrolado num algodão que inclusive saia dentro de suas feridas.

Outra versão afirma que a professora foi assassinada pelos alunos que a torturaram fazendo vários cortes no seu corpo e depois enfiavam pedaços de algodão dentro das feridas.

Ainda há quem diga que foi uma aluna que morreu no banheiro quando matava aula e depois de morta ficou por lá vagando. E o que se fala em todas é que para vê-la basta chamá-la pelo nome (significado dos nomes), dar 3 descargas, chutar o vaso e olhar rapidamente para o espelho.

Lenas Urbanas 2

Lenda da Kombi (ou gangue) do Palhaço

Toda criança ao ouvir a respeito do palhaço ou gangue da Kombi branca fica apavorada. Conta-se que tal gangue era formada por palhaços e bailarinas que saiam à procura de crianças para matá-las e traficar os seus órgãos.

Lenda do Homem do Saco

Quem conta tal lenda são as mães para assustar os filhos para que fiquem quietos, se comportem e nunca saiam nas ruas sozinhas sem pedirem permissão. Segundo a história, um homem velho (mendigo ou cigano) vagava pelas ruas segurando um saco bem grande nas costas. Ele procura por crianças e quando as encontrava colava dentro do saco para  fazer sabão ou botão delas.

Lenda da Mulher da Estrada

Era uma mulher linda (na maioria das vezes era loira) que ficava na beira da estrada pedindo carona par quem por lá passasse. Se o homem parava, ela o levava até o cemitério e depois desaparecia dentro do carro. Tal homem depois fica sabendo que ela tinha sido atropelada na mesma estrada onde tinha pedido carona.

Há quem diga que ela tenta seduzi-lo e ao beijá-lo ele perde a língua (beijo de língua) ou que ela pede para ele levá-la até o cemitério e lhe dá o endereço de sua casa para receber o pagamento pelo serviço. Ao chegar a casa, o pai da moça o informa que a filha dela havia morrido há anos.

Dicas de filmes

Se você gosta de lendas urbanas, a dica é procurar pelos filmes Lenda Urbana 1 e 2, que fizeram realmente muito sucesso na época de seu lançamento, no final dos anos 90. Confira os filmes logo abaixo!

Gostou de nossa matéria, então deixe um comentário e conte também uma lenda urbana que você conhece!

Tags: , ,
Publicado por Blogcamp
Revisado em 15/03/2018

Compartilhar