Home »
Warning: Use of undefined constant multiple - assumed 'multiple' (this will throw an Error in a future version of PHP) in /home/blogcamp/public_html/wp-content/themes/k180928/templates/content-single.php on line 3
Curiosidades

Guerra de canudos resumo

A guerra de Canudos foi um episódio sangrento e muito violento ocorrido no Brasil. Confira o resumo dos principais acontecimentos desse conflito.

Dentre os principais fatos ocorridos na historia do Brasil, não podemos deixar de constar a Guerra de Canudos, que ocorreu em 1896, num pequeno vilarejo do interior da Bahia.

Esse conflito é considerado um dos maiores na história de todo o Brasil, sendo que jagunços, pobres e sertanejos enfrentaram em uma guerra sangrenta os militares republicanos da Bahia, liderados pelo Governo Federal.

Vamos aqui mostrar alguns pontos principais dessa guerra, contando o seu inicio, meio e fim. Continue lendo a nossa matéria e fique por dentro desse fato tão marcante na historia do Brasil.

guerra de canudos

Causas da Guerra de Canudos

Tudo começou pelo fato do Governo baiano exigir que a população pagasse impostos devidos as terras e aos bens que possuíam. Contudo havia uma estiagem tão grande naquele ano que era de fato impossível ter sustento pessoal, uma vez que toda a renda daquela humilde população vinha das plantações, caça e pesca. Se não chovia, realmente faltava emprego e renda, e muitos até passavam fome.

O Governo não satisfeito com o não pagamento de imposto, contratou grupos armados para atormentar a vida da população em geral, fazendo ameaças de morte, estupros e todos os tipos de violência que se pode imaginar.

antonio conselheiro

Antonio Conselheiro – O líder do Povo

Nessa época de conflitos entre o povo humilde e os grandes republicanos, surge o famoso
Antônio Vicente Mendes Maciel, mais conhecido como Antônio Conselheiro.

Ele era um beato enviado por Deus para liderar esse movimento em favor da grande massa humilde e que não tinha condições de pagar impostos, sendo que se tornou o inimigo nato dos latifundiários.

Com seus ensinamentos, conseguiu reunir dezenas de homens e mulheres para lutar pelos seus direitos nas Guerras Civis. Para aquele povo, Antônio Conselheiro era o santo que fazia milagres para livrar aquele povo das mãos dos poderosos.

Os conflitos da Guerra de Canudos

Foram três expedições claras do Governo contra aquele povo, num combate doloroso e sangrento. Havia uma grande desigualdade, isso porque a tropa do Governo tinha armamentos pesados e destrutivos, enquanto isso os combatentes de Conselheiros não eram tão fortes assim, usando apenas instrumentos de trabalho.

Nesse combate doloroso, muitos militares foram assinados, assim como crianças, mulheres e idosos sem nenhuma piedade. Por fim em 22 de setembro de 1897 também Antônio Conselheiro foi assassinado, e rumores dizem que sua cabeça foi decapitada e levada para pesquisas na capital.

Consequências da Guerra

consequencias da guerra

Mais de 12 mil soldados participaram das quatro expedições da guerra, sendo que muitos deles eram oriundos de outros estados do Brasil, sendo que na quarta expedição, houve incêndios nos arraiais e muitas mortes.

Estima que mais de 25 mil pessoas tiveram uma morte sem piedade nessa guerra, contando assim com uma destruição total de toda aquele povoação que habitava naquela região.

Canudos – Cultura popular

Esse conflito ficou marcado em todo o Brasil e ganhou força na literatura brasileira, uma vez que muitos relatos foram criados por autores que estavam presentes no campo de batalha e puderam acompanhar ao vivo os passos da Guerra.

Podemos destacar duas grandes obras em relação à Guerra de Canudos, a de Manoel Pedro das Dores Bombinho, que participou como militar da quarta expedição contra o arraial, com o livro – "Canudos, história em versos."

E também de Euclides da Cunha, que foi enviado como repórter para cobrir toda a Guerra, que em seu livro famoso “Os Sertões” que relata como foi à guerra sangrenta de Canudos. Vale à pena conferir essas histórias, pois de fato falam a verdade de Guerra, contando tudo o que aconteceu.

Canudos - A luta do bem contra o mal

É sempre bom estar por dentro dos fatos que fizeram parte da história do Brasil. Interaja conosco, deixe seu comentário!

Prisioneiros na Guerra de CanudosA Guerra de Canudos, também conhecida como Campanha de Canudos, foi um confronto que durou aproximadamente dois anos (1896 e 1897) e teve como participantes o Exército Brasileiro e os membros de um movimento popular social e religioso, liderado por Antônio Conselheiro. A guerra aconteceu na cidade de Canudos, no interior da Bahia. A região, na época, vivia uma acentuada crise econômica e social, em decorrência de grandes períodos de secas, desemprego, e à decadência dos latifúndios da região, que já se encontravam improdutivos em sua grande maioria. Neste cenário, uma grande quantidade de sertanejos começaram a partir para Canudos, cidade então liderada por Antônio Conselheiro, unidos pela crença em um milagre que salvaria os habitantes do sertão dos flagelos da natureza e da exclusão social e financeira.

A reação dos latifundiários

Pintura sobre Guerra de CanudosOs grandes fazendeiros da área, sentindo-se ameaçados, se uniram então à igreja e criaram um forte grupo de pressão sobre a recém-instaurada República, exigindo que fossem tomadas as devidas providência contra Conselheiro e seus seguidores. Foram criados boatos de que Canudos estava se armando para dominar cidades de seus arredores e partir em direção à capital, na intenção de depor o atual governo republicano e reinstituir a monarquia.

A intervenção do exército

Mesmo não havendo prova alguma de tais rumores, o Exército foi destacado e enviado para Canudos. As três primeiras expedições militares contra Canudos saíram de lá derrotadas, e o poder de batalha encontrado na situação acabou apavorando a opinião pública, que passou a exigir a destruição total do arraial, o que legitimou um massacre de até 20 mil sertanejos. No fim da guerra, Canudos estava completamente destruída, muitos prisioneiros de guerra foram degolados e as casas do arraial foram todas incendiadas.

Quem foi Antônio Conselheiro?

Livro Os Sertões de Euclides da CunhaMais importante personagem da guerra, Antônio Vicente Mendes Maciel nasceu em Quixeramobim (CE) numa tradicional família dos sertões. Foi comerciante, professor e advogado e, após ser abandonado pela esposa, vagou pelos sertões durante 25 anos. Chegando em Canudos, conquistou a confiança de milhares de pessoas, propagando seus ideais de que a República, recém-implantada no país, era a materialização do reino do Anti-Cristo na Terra. Características do governo republicano como a cobrança violenta de impostos, a institucionalização do casamento civil e a separação entre o Estado e a Igreja eram citadas constantemente como provas cabais de que o “fim do mundo estava próximo”.
O conflito de Canudos foi responsável pela mobilização de aproximadamente 12 mil soldados vindos de 17 estados do Brasil, divididos em quatro expedições militares. Após o fracasso das três primeiras expedições, em 1897 os militares do quarto grupo destruíram completamente o arraial, ocasionando a morte de aproximadamente 25 mil pessoas. Um dos retratos mais bem realizados das situações inerentes ao conflito foi criado pelo jornalista e escritor Euclides da Cunha, em seu romance Os Sertões.

Tags: , ,
Publicado por Lucas
Revisado em 08/02/2013

Compartilhar