Home » Economia

Crises econômicas no mundo

As crises que marcaram a história da economia são necessárias para entender as atuais. Atente às informações a seguir e saiba mais!

Hoje em dia, é comum ver expressões de desespero quando se fala em crise, parte do medo advêm das experiências vividas “recentemente”, como a crise econômica mundial de 1929 que teve origem nos Estados Unidos e afetou o mundo inteiro, inclusive e fortemente o Brasil, país que ainda estava em pleno desenvolvimento industrial. Atualmente, a economia brasileira vive um período de instabilidade, e a melhor forma de aprender sobre a atual situação é conhecendo o passado.

Crise-bolsa-de-valores

Inicialmente, quando começou a se perceber as crises financeiras, os estudiosos não estavam muito interessados nelas, pois eles viviam um momento de grande prosperidade burguesa, por volta do século 18. Nesse tempo, as crises eram atribuídas a diversos fatores bizarros e sem nenhuma conexão com economia, como deuses, falta de sorte e até mesma a lua.

Crise-bolsa-de-valores-2

Mas a história contemporânea não acontece da mesma forma, e muitos estudiosos começaram a se preocupar e estudar detalhadamente as crises, desde os fatores que a originaram, até as medidas para sair da zona de perigo, utilizando-se de estudos realizados a cuja finalidade seria de prevê-las.

A crise econômica mundial de 1929

A crise de 1929 é a mais famosa de todas, pois foi a mais longa e profunda já vivida até os dias atuais. Ela teve inicio no ano de 1928 e percorreu até 1934 nos Estados Unidos, quando o mesmo já tinha a economia e industria mais importante do mundo. A crise teve sua origem na superprodução de produtos agrícolas e industriais que levaram a "quebra" da bolsa de Nova York.

Crise-economica-1929

Durante a primeira guerra mundial, os Estados Unidos exportava muitos produtos, mas ao final delas os países europeus começaram a se estruturar, diminuindo assim as exportações, o que originou um aumento de estoques sem precedentes. Juntamente, o aumento de estoque e diminuição da produção, o mercado financeiro tinha grandes movimentos especulativos, as ações experimentaram uma supervalorização.

Até que na chamada “quinta-feira negra”, no dia 24 de outubro de 1929, houve um grande volume de vendas de ações, causados por um momento generalizado que derrubou o preço das ações. Onde até o final desse mesmo mês houve inúmeras falências de bancos e empresas, o que gerou panico entre a população, motivando, inclusive, diversos suicídios. Devido a hegemonia americana na indústria, a crise afetou rapidamente a Europa e América Latina, levando ao fechamento de fábricas e desemprego.

Quebra-Bolsa

Nessa época, o Brasil tinha como principal fonte econômica a exportação de café, que teve seu crescimento imediatamente barrado. Contudo, a crise de 1929 forçou o estado americano a intervir no mercado para sair da crise, dando origem a intervenção intensificada do estado na economia, bem como o planejamento estatal. Tal medida logo foi adotada pelos demais países do mundo, inclusive no Brasil.

A crise econômica do petróleo de 1973 e 1979

As crises de 1973 e 1979 tiveram um determinante comum, o petróleo. Em 1973 acontecia a guerra do Yom Kippur, uma disputa de terras entre os judeus e árabes. Os países orientais, produtores de petróleo, decidiram fazer um boicote a todos que fossem aliados dos israelenses. Causando assim, a guinada no preço do barril de petróleo, na qual saltou de US$2,50 para US$11,50, ocasionando forte impacto na inflação das nações industrializadas.

Crise-petróleo-1973

Novamente causada por um fator politico, o preço do petróleo saltou drasticamente, chegando a US$80,00 o barril. Isso aconteceu logo após a deposição do ditador Xá Mohammad na revolução iraniana de 1979, na qual foi instaurada a república Islâmica, controlada pelos xiitas.

Crise-petróleo-1979

A crise econômica mundial de 1987

Para a surpresa do mundo (ironia), mais uma vez surge uma crise nos Estados Unidos, na “segunda-feira Negra” os investidores suspeitando de manipulações começaram a vender suas ações, mesmo sem certeza dos fatos, um a um os investidores foram seguindo os outros na venda de seus papéis. A queda de 22% do valor no índice Down Jones levou a uma crise financeira nas principais bolsas europeias e asiáticas.

Crise-econômica-mundial-de-1987

Como pode-se notar as crises são causadas por diversos fatores e ocasionam consequências desastrosas. Alguns estudiosos afirmam que elas fazem parte do sistema capitalista e sempre estarão presentes em nossas vidas e que após longos períodos de euforia e crescimento, haverá momentos de incertezas (como é o caso do Brasil no momento, só que ligado à corrupção excessiva).

Quer saber mais sobre a crise financeira de 29? Então, assista ao vídeo que segue abaixo:

Publicado por Programador
Revisado em 20/11/2015

Compartilhar

Receba novidades

Comentar