Home » Saúde

Como evitar a retenção de líquidos

dor na barriga

A retenção de líquidos é um problema muito frequente entre as mulheres. Existem casos em que a retenção ocorre em períodos que antecedem a TPM, na menstruação e na gravidez. Mas em algumas situações ela acaba ocorrendo devido a fatores internos que necessitam de auxílio médico, dieta e até mesmo medicação.

Por meio desse acúmulo uma pessoa pode adquirir aproximadamente 2 quilos durante um só dia, por isso é indicado se manter atento a fim de poder evitar a retenção.

Nos casos relacionados aos fatores internos desconhecidos, a retenção de líquidos pode estar associada a problemas como hipotireoidismo, insuficiência vascular, hipertensão arterial, mau funcionamento dos rins, coração e fígado, deficiência na circulação sanguínea, processos inflamatórios, alterações hormonais e emocionais e grande concentração de sódio no organismo.

Para poder amenizar essa retenção de líquidos é indicado praticar exercícios físicos regularmente, utilizar pouca quantidade de sal nas refeições, alimentar-se de alimentos naturais, aumentar a ingestão de líquidos, diminuir a utilização de sapatos altos e apertados e aderir a massagens e drenagens linfáticas.

Para fazer a constatação da retenção de líquidos, basta observar os pés, as mãos, a barriga, as pernas e as proximidades do tornozelo. Caso essas regiões persistirem inchadas por bastante tempo é necessário buscar ajuda médica, principalmente se esses inchaços ocorrerem fora do período de gravidez e menstruação. Devido a questões emocionais, as mulheres estão mais propensas a reter líquidos do que os homens.

Lembrando que o consumo de alimentos diuréticos também é muito recomendado a fim de evitar a retenção hídrica, devendo consumir alimentos como maçã, morango, mamão, agrião, abóbora, cenoura, escarola, pepino, tomate, melancia e outros. Sendo indicado evitar o consumo de alimentos embutidos como salsicha, mortadela, presunto e lingüiça, pois colaboram para a retenção de líquidos.

Tags: , ,
Publicado por Lucimara
Revisado em 05/11/2010

Compartilhar