Home » Doenças

As doenças cerebrais degenerativas

As doenças degenerativas cerebrais são enfermidades que geralmente atingem pessoas da 3ª idade. Veja algumas informações sobre o assunto.

Doenças cerebrais degenerativasHá uma série de doenças e complicações que podem ser percebidas pelo nosso organismo, fazendo com que, de acordo com a gravidade e intensidade, tal problema possa afetar diferentes partes de nosso cotidiano, tanto no ambiente de trabalho, quanto na vida pessoal.

Um dos casos muito frequentes em idosos são as doenças cerebrais degenerativas, sendo que as mesmas permitem causar uma série de malefícios para seus portadores, com vários tipos e especificações em relação às doenças existentes que fazem parte desta categoria, notando seus sintomas, causas e tratamentos que são possíveis para solucionar ou otimizar o estado de saúde de um indivíduo.

Tipos de doenças cerebrais degenerativas

AlzheimerDentre as doenças cerebrais degenerativas, há uma série de especificações que podem ser ressaltadas, sendo que há duas complicações que podem ser consideradas as principais: o Alzheimer e o mal de Parkinson.

O Alzheimer é uma doença que causa uma série de dificuldades, principalmente em questão de memória, podendo afetar no esquecimento rápido das coisas ou pessoas, com a confusão mental como principal sintoma, além da irritabilidade, agressividade, insônia, fala repetitiva (causada pelo esquecimento do que já foi falado), diminuição do vocabulário, perda de coordenação motora, apatia, vontade frequente de urinar ou defecar, além de dependência total que pode ser causada por todos os sintomas citados acima.

O mal de Parkinson também é uma das principais doenças cerebrais degenerativas, sendo que a mesma é caracterizada principalmente pelos tremores, sendo que os mesmos podem caminhar para a dificuldade de locomoção e coordenação de um indivíduo.

Causas das doenças cerebrais degenerativas

Causas das doenças degenerativas cerebraisO principal causador das doenças cerebrais degenerativas é a idade, sendo que tanto o Alzheimer, quanto o mal de Parkinson, são enfermidades consideradas frequentes em idosos, porém as mesmas também podem ser herdadas geneticamente, o que acontece frequentemente quando um jovem apresenta algum destes problemas, por exemplo.

Ainda há a possibilidade de contaminação com metais, uma das causas para o surgimento do Alzheimer, assim como a arteriosclerose e a baixa escolaridade que também podem influenciar no aparecimento desta doença cerebral degenerativa.

O mal de Parkinson também pode ser dado devido aos nervos não serem resistentes à dopamina, sendo que este tipo de aspecto é normalmente característica das crianças, mesmo que seja raro o aparecimento da doença cerebral degenerativa em infantes.

Tratamentos para doenças cerebrais degenerativas

Tratamento para as doenças degenerativasAs doenças cerebrais degenerativas não possuem cura, sendo que tanto o Alzheimer, quanto o mal de Parkinson, podem ser, no máximo, controlados em questão de sintomas, sem que haja um tratamento para eliminar completamente a enfermidade.

Normalmente são dados medicamentos para que haja o controle dos sintomas, além de que a fisioterapia e a psicoterapia também são tratamentos que podem auxiliar para que um portador de alguma destas doenças possa cultivar uma vida mais agradável.

Mudanças de hábitos também podem ser benéficos, procurando manter uma alimentação saudável e realizar exercícios físicos de acordo com o possível na idade em que encontra-se o indivíduo.

Descansar, evitando o estresse, também pode ser uma prática que contribui para a diminuição dos sintomas das doenças degenerativas, sendo que os corrimões e utensílios específicos para manusear também podem ser consumidos para que adaptem-se às condições especiais dos portadores.

Assista ao vídeo que segue abaixo e veja mais sobre a doença degenerativa do Mal de Parkinson.

médica apontando tomografia
Responsável por monitorar e coordenar as atividades de todas as células do corpo, o sistema nervoso é quem detecta os estímulos internos e externos, desencadeando assim respostas e estímulos para todo o corpo. Dividido em sistema nervoso central constituído pelo cérebro, medula espinhal e nervos cranianos e centrais e em sistema nervoso periférico composto por nervos periféricos, o sistema nervoso é quem integra todo o organismo.
Formado por células nervosas conectadas entre si, os neurônios recebem os impulsos nervosos e os transmitem a partir das sinapses nervosas, as quais passam os impulsos nervosos de neurônio para neurônio por meio de mediadores químicos chamados de neurotransmissores. Mas, quando as sinapses não ocorrem ou são interrompidas é porque alguma doença está se manifestando. Entre as doenças cerebrais, as degenerativas progridem lentamente e levam a perda parcial ou total dos impulsos nervosos, ocasionando sérios sintomas. Conheça mais sobre as doenças cerebrais degenerativas:

Tipos de doenças cerebrais degenerativas

Causadas por diversos fatores relacionados à morte e degeneração celular, as doenças cerebrais degenerativas mais comuns são a esclerose múltipla e as doenças de Huntington, Alzheimer e Parkinson. A esclerose múltipla manifesta-se por volta dos 25 a 30 anos de idade, sendo mais comum nas mulheres, apresentando como sintomas as alterações da sensibilidade e fraqueza muscular, dificuldade para se locomover, além de distúrbios emocionais, sudorese, quedas da pressão arterial e incontinência urinária.
idosa com a mão na cabeça
A doença de Parkinson aparece normalmente após os 60 anos de idade e ocorre por alterações nos neurônios, apresentando como sintomas rigidez corporal, tremores incontroláveis e lentidão. Outra doença degenerativa é o Alzheimer que se manifesta em torno dos 50 anos que causa uma deterioração progressiva da memória, perdendo progressivamente a capacidade de falar e aprender. Já, a doença degenerativa de Huntington é uma doença rara que leva a perda progressiva dos movimentos voluntários e da memória que se manifesta por volta dos 40 anos.

Causas das doenças cerebrais degenerativas

Relacionada à morte e deterioração das células neurais, as quais estão interligadas entre si, as doenças cerebrais degenerativas se manifestam porque há a interrupção das sinapses nervosas responsáveis por transmitir os impulsos nervosos de uma célula para a outra, levando então ao surgimento dos sintomas comuns a cada doença específica.
cérebro e doenças degenerativas
As doenças cerebrais degenerativas podem se manifestar por diversos fatores, entre eles, mutações genéticas, drogas psicotrópicas, poluição, intoxicação por metais, infecções virais, origem genética e hereditária e alterações nos hormônios.

Tratamentos para doenças cerebrais degenerativas

Com cura ainda inexistente, as doenças cerebrais degenerativas podem ser controladas através de uma série de tratamentos feitos a base de medicamentos específicos para cada tipo de doença cerebral degenerativa, as quais são responsáveis por diminuir a progressão da doença, evitando assim a morte das células boas, garantindo assim uma melhor qualidade de vida para o portador.
senhora e senhor jogando video game
Além disso, sessões de fisioterapia e fonoaudiologia, a prática de exercícios, uma boa alimentação, a busca por um estilo de vida saudável, o contato com as pessoas, a sessões em grupos de apoio e o apoio da família são indispensáveis para os portadores de doenças cerebrais degenerativas.
Compreender e entender as causas, os sintomas e os possíveis tratamentos são imprescindíveis para uma melhor qualidade de vida do portador de doenças cerebrais degenerativas.

Tags: , ,
Publicado por Guilherme
Revisado em 12/12/2013

Compartilhar