Home » Animais

Ambiente natural da tartaruga marinha

A tartaruga marinha é um gigante da nossa fauna. Veja algumas informações a respeito de seu ambiente natural e suas características.

Tartaruga marinha
A tartaruga marinha com certeza é um dos mais belos animais da nossa fauna, com características próprias que encantam turistas do mundo todo. A tartaruga marinha também pode ser conhecida como tartaruga de couro ou tartaruga de cerro, existem sete espécies de tartarugas marinhas, agrupadas em duas famílias: a das Dermochelyidae e a das Cheloniidae. No Brasil, cinco dessas espécies são encontradas, a tartaruga de pente, tartaruga cabeçuda, tartaruga verde, tartaruga oliva e tartaruga de couro. A última é conhecida também como tartaruga gigante, já que pode chegar a medir dois metros de comprimento, está na lista dos animais ameaçados de extinção por diversos fatores, entre eles pela poluição do seu ambiente natural. O habitat natural da tartaruga marinha é caracterizada pelas águas mornas e temperadas dos oceanos. Podemos encontrar a maior distribuição de tartarugas marinhas nos Oceanos Pacíficos, Índico e no mar Mediterrâneo, onde são seus ambientes naturais, porém muitas são retiradas do seu ambiente natural e comercializadas para cativeiros e zoológicos.
Se você está interessado em conhecer as principais características, assim como o ambiente natural da tartaruga marinha, confira algumas informações aqui no Portal zun.

Tartaruga Marinha principais características

tartaruga e ave.A tartaruga marinha existe há mais de 150 milhões de anos, conseguindo sobreviver a todas as transformações ocorridas em nosso planeta. A tartaruga marinha é um réptil que com a evolução natural da espécie se diferenciou de todos os outros, deixando sua origem na terra e fazendo do mar seu ambiente natural. Outra característica que diferencia a tartaruga marinha de outros répteis é seu número de vértebras, também com a evolução natural da espécie, o seu número diminuiu e as que restaram uniu-se as costelas, formando uma carapaça resistente. A cabeça grande e a mandíbula extremamente forte são mais uma das características da tartaruga marinha. Essas gigantes são solitárias e permanecem grande parte do tempo submersas em seu ambiente natural, além disso, possuem olfato, visão e audição desenvolvidos, mas a característica que se destaca é a sua capacidade de orientação.
As tartarugas marinhas também se caracterizam por ser um animal migratório, podendo migrar centenas e até milhares de quilômetros. O acasalamento da tartaruga marinha ocorre em seu ambiente natural, no mar, em águas profundas ou costeiras. O período de gestação é de três meses, podendo chegar a eclodir duzentos ovos, porém a taxa de natalidade da tartaruga marinha caiu nos últimos tempos devido à extinção da espécie.

Tartaruga marinha ambiente natural

Tartaruga nadandoO ambiente natural da tartaruga marinha abrange diversos oceanos de todo o mundo, podendo ser encontradas em mares tropicais e subtropicais. Algumas espécies de tartaruga marinha preferem fazer do seu ambiente natural águas costeiras rasas, como as lagoas, porém outras espécies preferem águas profundas dos oceanos. E os considerados ambientes naturais das tartarugas marinhas são: Pacífico, Índico e Mediterrâneo. Porém algumas espécies têm como ambiente natural fozes de grandes rios, como a tartaruga cabeçuda. A grande preocupação de pesquisadores e defensores desses animais é quanto à caça ilegal e a poluição do seu ambiente natural, sendo um risco ambiental e da extinção da espécie.

Tartaruga marinha alimentação

tartaruga nadando com peixesA alimentação da tartaruga marinha é extremamente natural, baseada em moluscos, algas, crustáceos e carne, algumas espécies ainda se alimentam de água-viva e de outros peixes. A tartaruga verde alimenta-se exclusivamente de algas marinhas, por isso é encontrada na maioria das vezes pelo litoral do Recife, local rico em algas.
As algas e moluscos são ótimas fontes de vitaminas para as tartarugas marinhas, essenciais para a manutenção da dieta desse animal. Com a poluição dos mares, as tartarugas marinhas, muitas vezes confundem lixo com alimento e correm o risco de morrerem engasgadas ou de obstrução intestinal. Outra preocupação dos pesquisadores é quanto à escassez dos recursos naturais e dos alimentos, com a pesca ilegal, muitas espécies estão em risco de extinção, prejudicando assim a cadeia alimentar natural desses animais.

Tartaruga marinha ameaçada de extinção

duas tartarugasA baixa taxa de natalidade associada à alta taxa de mortalidade, devido principalmente a caça ilegal, coloca a tartaruga marinha no ranking dos animais ameaçados de extinção. Outro fator que é definidor para a extinção da espécie é a destruição do seu ambiente natural, nossas praias e oceanos estão cada vez mais poluídos, prejudicando a procriação e a sobrevivência não só das tartarugas marinhas, mas também de outros animais da nossa fauna marinha.
No Brasil, para tentar proteger as tartarugas marinhas e o seu ambiente natural, um projeto foi implantado, o Tamar. Fundado há mais de trinta anos, muitos resultados positivos foram alcançados com esse projeto, porém as autoridades devem impor leis mais rígidas, além de aumentar a fiscalização no ambiente natural dessa espécie.

Tags: , , ,
Publicado por Maria Eduarda
Revisado em 16/11/2012

Compartilhar