Home » Economia

A economia da Grécia

A Grécia um país muito belo. Conheça um pouco melhor sobre a economia antiga, atual e a crise que esse país sofreu.

Grécia RomânticaA Grécia antiga é apontada muitas vezes como o berço do ocidente, e mais ousadamente ainda, como o berço da própria civilização.

Isso porque foi na Grécia que a ciência, como um todo, encontrou suas primeiras escolas e forças de expressão, consolidando deste modo uma nação que foi extremamente lógica e culta.

E dentre as ciências que já tinham seus primórdios naquele tempo, está a Economia, apontada atualmente como uma das mais importantes esferas do conhecimento.

Organizados e extremamente práticos, sua economia permitiu que chegassem até o posto de nação mais rica do mundo.

Ao longo dos séculos, muitas transformações sociais levaram a Grécia para diferentes quadros, inclusive econômicos. Saiba mais sobre esse processo.

A economia da Grécia antiga

Coliseu - RomaA Grécia foi um dos países amis poderosos do mundo. Na antiguidade, sua força foi o bastante para exercer influência política e cultural sobre todos os países que lhe cercavam inclusive a própria Roma.

Seu estilo de vida era calcado nos princípios econômicos que derivavam das tradições e que tinham grande significado filosófico para os gregos.

Pode se dizer que mesmo a economia da Grécia antiga era exercida segundo planos filosóficos. Isso porque os gregos não faziam uma imagem positiva do trabalho, sendo ele considerado uma atividade inferior, salvo os trabalhos no campo.

Mas estes eram sempre associados com o ato de possuir terras, não apenas trabalhar nela. Assim, a economia era comandada, em princípio, pelos grandes fazendeiros. Tanto, que para fazer parte da política era preciso ser dono de terras.

Ao mesmo tempo, o solo grego, por ser bastante rochoso, não é ideal para a maioria das culturas agrícolas, por isso prosperavam a agricultura de oliveiras, de trigo, e outros grãos.

No campo da pecuária, eram as ovelhas que dominavam os campos. Nas cidades, os artesãos, a categoria mais inferior de trabalho, cuidavam de todo tipo de trabalho manual.

A economia da Grécia atual

GréciA Grécia da atualidade assiste o enfraquecer do próprio brilho.

Em declínio ao longo das últimas décadas, a economia grega têm testemunhado fortes impactos. Mas, em termos de produtos, a Grécia ainda mantém as tradições agrícolas dos tempos antigos, sendo ainda os grãos, como o trigo e o milho, suas principais atividades econômicas.

No campo das indústrias, os alimentos industrializados ficam em primeiro lugar, seguidos pela indústria têxtil, que é muito forte no mercado internacional. Além disso, ela exporta bastante maquinários industriais, e tem uma considerada indústria química.

O PIB no país em 2012 chegou em US$ 280,8 bilhões, aproximadamente.

Crises econômicas da Grécia

Bandeira da GréciaOs fortes abalos da Grécia já são motivo de preocupação para a União Europeia, que em 2012 lançou um plano de apoio monetário para o país.

Entre os principais problemas está a divida internacional, que vem crescendo, junto com a inflação, a desvalorização da moeda, e o desemprego no país. A grande crise começou em 2008, junto a Crise da dívida pública da Zona Euro, sendo a Grécia um dos países mais afetados.

Atualmente o déficit do país supera seu desenvolvimento econômico, o que faz o país continuar seu mergulho ao declínio.

Entenda melhor a crise na Grécia nesse vídeo do youtube:

O_Partenon_de_Atenas

Cada país, individualmente, apresenta um tipo de economia, permitindo que os governantes ou até mesmo a própria sociedade, de acordo com a estrutura estipulada, possam beneficiar-se ou até mesmo encontrar problemas e dificuldades de acordo com o método econômico estabelecido para a população, mesmo que as características de um país e o tipo adotado visem beneficiar os indivíduos que pertencem a uma nação. A Grécia é um dos locais mais renomeados e consagrados principalmente por suas belezas e pontos turísticos, porém, além destes fatores, é necessário atentar-se, também, à estrutura que é cultivada pelos gregos em questões políticas, comerciais e principalmente econômicas.

Atenas

A economia da Grécia antiga

A economia da Grécia antiga era completamente daquela q ue podemos visualizar atualmente, sendo que a sociedade baseava-se no cultivo de diferentes matérias e ingredientes para a realização de produtos ainda maiores. A principal fonte de lucro para os avanços econômicos na Grécia antiga era em questão do cultivo de oliveiras, de trigo e até mesmo de vinhedos para a realização de diferentes produtos e distribuição ao público. O artesanato também era uma das fontes de economia da Grécia antiga, podendo destacar, como principal material para a realização das mercadorias, a cerâmica, esta que era exportada para outros locais, inclusive para os povos que estavam próximos ao Mar Mediterrâneo.

Antiga moeda Ateniense

Azeites, perfumes e vinhos eram, também, exportados para outras localidades, atingindo diferentes cantos da península, assim o comércio e transações marítimas começaram a ganhar destaque pelo lucro que era obtido. Na Grécia antiga ainda era possível dar-se conta dos escravos que eram funcionários para a produção das mercadorias que eram comercializadas e exportadas, sendo que os devedores também eram serviçais.

A economia da Grécia atual

Grécia atual

A economia da Grécia atual difere-se da citada anteriormente, ainda que o foco no comércio permaneça, porém com a expansão de produtos criados, não somente com três ou quatro mercadorias em foco, além de dispensar escravos e devedores, contratando funcionários e trabalhadores mediante remuneração. A economia capitalista é o modelo adotado pela Grécia atual em questões financeiras, sendo que as empresas governamentais contribuem para este modelo, com o setor de serviços em constante desenvolvimento. A indústria atinge 22% do PIB, assim como a agricultura, que antes era um dos focos da Grécia, baixou para somente 8% do que constitui a economia no local e o Produto Interno Bruto. O turismo também é um dos grandes enfoques da Grécia atual no setor econômico, sendo que, ainda em relação ao PIB, os visitantes e suas ações no local permitem gerar 15% das receitas. Por meio da União Europeia, a Grécia foi uma das mais beneficiadas economicamente, sendo que a região cresceu cerca de 3,3% visando as finanças e benefícios ao povo.

Crises econômicas da Grécia

Greve geral Grécia

Uma das crises econômicas da Grécia de maior destaque está sendo promovida no momento, sendo que o setor econômico é drasticamente afetado pelas altas dívidas que foram geradas por meio do setor público. O auxílio econômico, disponibilizado por outros países da União Europeia, não contribuiu para o aumento do PIB, sendo que o crescimento das taxas de desemprego e até mesmo em questão da credibilidade frente ao mercado internacional somente agravam a situação econômica da região.

Tags: ,
Publicado por Andre
Revisado em 17/12/2013

Compartilhar